Argentina vive acorrentada por 20 anos porque tinha um namorado - Deixa Disso...Humor Curiosidades

Blog de humor e curiosidades

sábado, 16 de junho de 2018

Argentina vive acorrentada por 20 anos porque tinha um namorado


Uma mulher argentina foi libertada depois de ser encontrada nua e acorrentada a uma cama em uma casa onde ela foi mantida em cativeiro por 20 anos. 

Marisa Almiron, de 42 anos, passou décadas como prisioneira de sua própria família depois de ter sido presa por seu pai "por ter namorado" quando jovem, segundo relatos da mídia local.

O encarceramento extraordinário tem sombras do infame caso Josef Fritzl na Áustria que chocou o mundo em 2008. 

Relatórios dizem que a polícia encontrou Marisa com sinais claros de desnutrição, cercada por seus próprios excrementos e que ela foi "psicologicamente afetada" por seu confinamento de 20 anos.
Ela foi mantida trancada em uma casa na cidade de Venado Tuerto, no norte da província argentina de Santa Fé, e agora está  sendo tratada no hospital.



Segundo relatos, o pai de Marisa a prendeu pela primeira vez como uma jovem mulher.
Depois de oito anos, quando o pai morreu, diz-se que seu irmão Mário continuou com a prática e supostamente a manteve acorrentada nos últimos 12 anos.

Há seis irmãos no total e todos sabiam o que estava acontecendo sob o teto da família, de acordo com fontes oficiais.

A vítima foi finalmente resgatada graças a um vizinho preocupado, que disse à imprensa local:
'Minha casa se tornou um inferno por causa dos gritos que eu podia ouvir através das paredes. Aquela mulher sofreu muitas coisas ruins.

A vizinha disse que vinha relatando a situação há anos, mas a polícia nunca agiu de acordo com seus avisos.

Quando as autoridades chegaram, Mario não os deixou entrar e disse que precisavam de um mandado.

Ele disse que só manteve a irmã acorrentada à cama porque ela tinha "problemas psicológicos".
Segundo o vizinho: 'As irmãs me ameaçaram e me disseram para deixar as coisas acontecerem.
'Agora vejo o homem (Mario) andando livremente como se nada tivesse acontecido. Isso é incrível e coloca alguns de nós (vizinhos) em perigo.

Até agora, Mario não foi preso. A investigação continua

Nenhum comentário: