quarta-feira, 19 de junho de 2019

Adolescente sobrevive sem sequelas após ter faca cravada no crânio

 

Na última sexta-feira (14/6), Eli Gregg estava brincando no quintal de casa, em Bourbon (Kansas, EUA), com irmãos menores e amigos quando um deles apareceu com uma faca que havia achado.

Prontamente, Eli, de 15 anos, tirou a faca das mãos da criança. Quando caminhava para pôr a faca, de 25 centímetros, em local seguro, o adolescente sofreu uma queda.

Na queda, a faca acabou cravada no crânio de Eli.

O jovem foi levado ao hospital da Universidade de Kansas. Por sorte, o cirurgião que atendeu Eli tinha lidado no ano passado com um caso semelhante e igualmente raro.

"O caso anterior nos ajudou muito com este novo", disse Koji Ebersole, de acordo com a CNN. "Antes do outro caso (um menino de 10 anos com uma faca cravada no rosto), não tínhamos lidado com nada parecido. Era para ser o único caso do tipo na vida", completou.


Não era. Como os médicos brincaram: "Está viralizando".

A cirurgia de Eli foi um sucesso. Incrivelmente, o adolescente não teve danos ao cérebro e à visão.




Nenhum comentário:

Postar um comentário