quinta-feira, 27 de junho de 2019

Mulher que se casou com pai em rivalidade bizarra com irmã evita prisão

 

Uma mulher que se casou com o pai depois de uma perturbadora "competição sexual" com sua meia-irmã evitou a prisão.

Travis Fieldgrove, 39, e sua filha Samantha Kershner, 21 anos, do estado americano de Nebraska, foram presos em fevereiro depois de supostamente terem iniciado um relacionamento íntimo em setembro do ano passado, informou a polícia.

Também é alegado que eles se casaram em outubro do ano passado, informou o Lincoln Journal Star.

Segundo a polícia, os dois estavam cientes de sua relação biológica antes de serem íntimos.



O Omaha World-Herald relatou que Kershner não conhecia seu pai quando criança e disse à mãe que ela queria conhecê-lo, o que ela finalmente fez quando tinha 17 anos.

De acordo com uma declaração judicial, a dupla começou com um relacionamento pai-filha antes de se tornar sexual.

A jovem de 21 anos disse à polícia que queria fazer sexo com o pai como parte de uma “competição invejosa” com sua meia irmã sobre quem poderia dormir com ele.

De acordo com o depoimento obtido por Omaha World-Herald, Fieldgrove não acreditava que Kershner fosse sua filha, pois ele não foi mencionado em sua certidão de nascimento.

Ele também afirmou que os resultados de um teste de DNA, que mostrava 99,999% de chance de ele ser pai dela, eram falsos.

De acordo com a KHGI TV, Kershner foi inicialmente acusada de incesto, mas ela se declarou culpada de uma acusação menor e foi condenada a nove meses de liberdade condicional.

Em maio, Fieldgrove foi condenado a dois anos de prisão.

KHGI relata seu advogado Jeff Loeffler disse que seu cliente estava "envergonhado" e teve uma lesão cerebral.

"Ele certamente não é um cara de alto desempenho", disse ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário